Blog To Express, Not To Impress

28
Jan 10
 
"...mas a solidão não é viver só, a solidão é não sermos capazes de fazer companhia a alguém ou a alguma coisa que está dentro de nós, a solidão não é uma árvore no meio duma planície onde só ela esteja, é a distância entre a seiva profunda e a casca, entre a folha e a raiz, Você está a tresvariar, tudo quanto menciona está ligado entre si, aí não há nenhuma solidão, Deixemos a árvore, olhe para dentro de si e veja a solidão, Como disse o outro, solitário andar por entre a gente, Pior do que isso, solitário estar onde nem nós próprios estamos..."
 
Conversa entre Fernando Pessoa e Ricardo Reis.
Extraída do livro:
O Ano da Morte de Ricardo Reis, de José Saramago

publicado por Alex às 23:12

27
Jan 10

Excelente trabalho de Mike Dulay. Para ver, mas essencialmente ouvir com atenção.

What Remains from Mike Dulay on Vimeo.

 

 

"What Remains"


You came home to me in a box
You saved me that day
like you always do
I wish, I could have been there for you
like you were always there for me
Now, there is this empty space where you used to be
Had I been faster
Had I been stronger
So many maybes that will never come true
The truth stands and I must bare with it
It cuts into me but I endure
I look for signs of you in the places where we've been
hoping to reopen the memories of happier times
I hope you have gone to a better place
and we who remain will smile again

publicado por Alex às 23:28
tags:

26
Jan 10

História sobre um "louco" com fobia de portas...uma animação francesa premiada.

 

 

publicado por Alex às 12:28

25
Jan 10

 

"O importante não é aquilo que fazem de nós,
mas o que nós mesmos fazemos do que os outros fizeram de nós."

 


                                                                        Jean Paul Sartre

publicado por Alex às 11:54
tags:

22
Jan 10


Mete mais alto!!!

publicado por Alex às 17:20
tags:

20
Jan 10

 

A.F. Abeijón-Fernandez Arquitectos

La Coruña

 

Slideshow:

 



publicado por Alex às 16:55


Dou-te o Sol e a Lua e o firmamento
E todas as estrelas na palma da minha mão
Até o vento quente dos meus cabelos
E a plena luz do meu coração
Dou-te o som dos meus passos
A alegria e o sorriso de todas as horas
O calor rubescido do meu peito
Todos os crepúsculos e alvoradas
Dou-te o conforto dos meus abraços
E força ímpar do meu amor
O desejo no calor dos momentos
E a pele que mais não pede que o teu calor.

 

Madalena - Aliciante

publicado por Alex às 12:22
tags:

"Todas as noites
no fundo do bar
a uma mesa
bebo solidão.

Quem passa e me vê
da calçada
pensa que gozo
a pausa da vida
a faina que o tempo
no escuro amortalhou.

Ninguém percebe
que o queixo apoiado na
mão]
é a tristeza que cansou
e adormeceu."

(Homem triste - Carlos Fernando Fortes de Almeida)

publicado por Alex às 12:00
tags:

18
Jan 10

Disney-Pixar-upular from Ömer Faruk AYRANCI on Vimeo.

Dj Pogo - Upular (Disney Pixar -UP)

Remix de Dj Pogo inspirada no fantástico filme Up - Altamente, um dos filmes que mais gostei de ver em 2009. Grande trabalho.

publicado por Alex às 23:11
tags:

This is gonna be huge.

publicado por Alex às 00:31
tags:

17
Jan 10

Pigeon Pilfer from Michael Stevenson on Vimeo.

 

60 quilos de barro, 4 meses de trabalho e uma camera digital, foi o material usado por Michael Stevenson para criar esta bela animação. 

publicado por Alex às 23:55

13
Jan 10


"Atravessamos o presente de olhos vendados. No máximo, conseguimos pressentir e adivinhar aquilo que estamos a viver. Só mais tarde, quando se desata a venda e examinamos o passado é que nos apercebemos daquilo que vivemos e compreendemos o seu sentido ."

Milan Kundera

publicado por Alex às 09:56

12
Jan 10

Tenho tanto sentimento
Que é frequente persuadir-me
De que sou sentimental,
Mas reconheço, ao medir-me,
Que tudo isso é pensamento,
Que não senti afinal.

Temos, todos que vivemos,
Uma vida que é vivida
E outra vida que é pensada,
E a única vida que temos
É essa que é dividida
Entre a verdadeira e a errada.

Qual porém é a verdadeira
E qual errada, ninguém
Nos saberá explicar;
E vivemos de maneira
Que a vida que a gente tem
É a que tem que pensar.


Fernando Pessoa

publicado por Alex às 18:06
tags:

11
Jan 10

Notte Sento (English subtitles) from napdan on Vimeo.

SYNOPSIS
A girl misses her train to Milan and is set to wait overnight in Rome until dawn. However, a chance encounter with a guy changes her plans and the night lights of the capital turn into the background to a tender love story. An extraordinary chemistry made of knowing glances and small gestures fills the few instants that separate them both from the sunrise.



Uma "curta" feita a partir de mais de 4500 fotografias! Impressionante trabalho! feito com uma Canon EOS 30D.

publicado por Alex às 18:52
tags:

Poesia
é brincar com palavras
como se brinca
com bola, papagaio, pião.

Só que bola, papagaio,pião
de tanto brincar
se gastam.

As palavras não:
quanto mais se brinca
com elas
mais novas ficam.

Como a água do rio
que é água sempre nova.

Como cada dia
que é sempre um novo dia.

Vamos brincar de poesia?

José Paulo Paes

publicado por Alex às 16:20
tags:

Café Serré from Denis Bouyer on Vimeo.

By : Vincent E Sousa, Bertrand Avril, Yann de Préval and Denis Bouyer.
Production Time : 4 Weeks.
Software : 3dsMax, Photoshop, After Effects.

 

O "melhor" polícia do Mundo!

publicado por Alex às 16:13

08
Jan 10

 

Dois...
Apenas dois.
Dois seres...
Dois objetos patéticos.
Cursos paralelos
Frente a frente...
...Sempre...
...A olharem-se...
Pensar talvez:
“ Paralelos que se encontram no infinito...”
No entanto sós por enquanto.
Eternamente dois apenas.
Dois - Errante

Pablo Neruda

publicado por Alex às 11:53
tags:

06
Jan 10

O meu olhar é nítido como um girassol.
Tenho o costume de andar pelas estradas
Olhando para a direita e para a esquerda,
E de, vez em quando olhando para trás...
E o que vejo a cada momento
É aquilo que nunca antes eu tinha visto,
E eu sei dar por isso muito bem...
Sei ter o pasmo essencial
Que tem uma criança se, ao nascer,
Reparasse que nascera deveras...
Sinto-me nascido a cada momento
Para a eterna novidade do Mundo...

Creio no mundo como num malmequer,
Porque o vejo. Mas não penso nele
Porque pensar é não compreender ...

O Mundo não se fez para pensarmos nele
(Pensar é estar doente dos olhos)
Mas para olharmos para ele e estarmos de acordo...

Eu não tenho filosofia: tenho sentidos...
Se falo na Natureza não é porque saiba o que ela é,
Mas porque a amo, e amo-a por isso,
Porque quem ama nunca sabe o que ama
Nem sabe por que ama, nem o que é amar ...
Amar é a eterna inocência,
E a única inocência não pensar...

 

Fernando Pessoa

publicado por Alex às 17:33
tags:

</p>

Gosto muito!!!

publicado por Alex às 11:34
tags:

Big Buck Bunny from Blender Foundation on Vimeo.

Big Buck Bunny tells the story of a giant rabbit with a heart bigger than himself. When one sunny day three rodents rudely harass him, something snaps... and the rabbit ain't no bunny anymore! In the typical cartoon tradition he prepares the nasty rodents a comical revenge.

Licensed under the Creative Commons Attribution license

http://www.bigbuckbunny.org

publicado por Alex às 00:25

Free Image Hosting at www.ImageShack.us

Free Image Hosting at www.ImageShack.us
Janeiro 2010
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
14
15
16

19
21
23

24
29
30

31


Amigos:
Zona Desportiva
mais sobre mim

ver perfil

seguir perfil

3 seguidores

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

pesquisar neste blog
 
subscrever feeds