Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Blow My Mind

Blog To Express, Not To Impress

Blog To Express, Not To Impress

Blow My Mind

30
Out09

Mudanças

Alex

Primeiro você cai num poço. Mas não é ruim cair num poço assim de repente? No começo é. Mas você logo começa a curtir as pedras do poço. O limo do poço. A umidade do poço. A água do poço. A terra do poço. O cheiro do poço. O poço do poço. Mas não é ruim a gente ir entrando nos poços dos poços sem fim? A gente não sente medo? A gente sente um pouco de medo mas não dói. A gente não morre? A gente morre um pouco em cada poço. E não dói? Morrer não dói. Morrer é entrar noutra. E depois: no fundo do poço do poço do poço do poço você vai descobrir quê.

Caio Fernando Abreu, Nos Poços, em O Ovo Apunhalado.
29
Out09

You'll never walk alone

Alex

When you walk through a storm
Hold your head up high
And don’t be afraid of the dark
At the end of the storm
There’s a golden sky
And the sweet silver song of a lark

Walk on through the wind
Walk on through the rain
Tho’ your dreams be tossed and blown
Walk on, walk on
With hope in your heart
And you’ll never walk alone
You’ll never walk alone

                   You'll Never Walk Alone - Michael Ball

28
Out09

Gymnophobia

Alex

Gymnophobia:

 

  • Derived from the Greek "gymnos" (naked) and "phobos" (fear). The word "gymnasium" comes from the Greek "gymnasion" (a place for athletic exercises) and the Greek "gymnasein" (to train naked).

 

An abnormal and persistent fear of nudity. Sufferers of this phobia experience undue anxiety even though they realize their fear is irrational. They may worry about seeing others naked or being seen naked, or both. Their fear may stem from anxiety about sexuality in general, from a fear that their bodies are physically inferior, or from a fear that their nakedness leaves their bodies--and their personalities--exposed and unprotected.


28
Out09

Sonhos de uma noite de Verão

Alex

“Há quem diga que todas as noites são sonhos.
Mas há também quem diga que nem todas, só as de verão.
Mas no fundo isso não tem importância.
O que interessa mesmo não são as noites em si, são os sonhos.
Sonhos que o homem sonha sempre.
Em todos os lugares, em todas as épocas do ano, dormindo ou acordado.”

Sonhos de uma noite de verão - William Shakespeare

Pág. 1/6

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2010
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2009
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D