Blog To Express, Not To Impress

16
Set 09

 

O poema

é como um corpo de mulher.

Há-de ser suave,

leve e belo.

Há-de possuir

pontos sensíveis,

em que um simples toque

o faça vibrar.

Há-de ser forte

e delicado

flexível

mas inquebrável.

Para alguns é impenetrável,

Para alguém especial

é aberto, transparente, claro.

 

Aníbal Albuquerque

publicado por Alex às 15:42
tags:

 

...e eu respeito muito a minha mãe!

publicado por Alex às 11:20
tags:

publicado por Alex às 10:16
tags:

Setembro 2009
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
12

13
19

20
26

27
29


mais sobre mim

ver perfil

seguir perfil

3 seguidores

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

pesquisar neste blog
 
subscrever feeds