Blog To Express, Not To Impress

21
Out 10

ARREPIO


Apaziguo a alma

A cada batimento mais perto

Que a distância não é medida

No tempo que é certo


A distância é sentida

No aperto de um peito aberto

Tudo troco quando não estou aí

Porque aí é onde quero estar


Já não sei porque saí

Sei só que anseio por voltar

Sinto o timbre da tua voz

A viajar sobre a minha pele

A arrepiar cada poro


– Vem! – Não me demoro!


Apaziguo esta dor

No seio do teu mar

Troca-me este calor

Pelo arrepio de te amar

 

"Para Ti" - Luís Pires

 

publicado por Alex às 11:26
tags:

Outubro 2010
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
11
12
13
14
15
16

17
18
19
20
23

24
25
26
27
28
29
30

31


mais sobre mim

ver perfil

seguir perfil

3 seguidores

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

pesquisar neste blog